Como fazer uniões por forquilhamento

O termo utilizado lembra a palavra “forquilha”: como se vê, a extremidade das duas peças é talhada de uma forma que lembra uma forquilha, de maneira que as partes cheias de uma peça se encaixem nas partes vazias da outra.
Espiga fêmea: entalhe com as faces paralelas duas a duas, que recebe um talão.
Talão: parte do macho de uma união entalhada correspondente à do entalhe (parte fêmea) onde ela é encaixada.

Forquilhamento em angulo

Esta união é freqüentemente empregada para unir peças de madeira por uma de suas extremidades, de maneira que elas formem um ângulo reto.
Segundo a largura da madeira, faz-se o forquilhamento simples ou o forquilhamento duplo.
É uma operação relativamente simples: para que ela seja bem feita é indispensável dividir a extremidade de cada uma das peças em três partes, que devem ser correspondentes entre uma peça e outra.
Para isso, o graminho é o utensílio de traçado indispensável, uma vez que sua regulagem vale tanto para uma peça como para a outra.
Hachure as partes que serão eliminadas. Para a preparação do talão, o corte com o serrote de costas deve ser suficiente, sem necessitar de retoques. Serre no interior do traçado com a peça presa na bancada.
A preparação do entalhe é feita com a ajuda de um formão.

Forquilhamento em T

A peça colocada verticalmente deve ser entalhada em sua extremidade, estando o macho da união situado no meio da peça horizontal.
É necessário dividir a largura da madeira em três partes, sendo a parte central o macho.
As medidas são em seguida transportadas para a fêmea, que se apresenta como aquela executada anteriormente para o forquilhamento em ângulo.
A realização do entalhe é feita segundo o método acima indicado.
A preparação do talão é feita com o serrote de costas, sendo os entalhes feitos em seguida com o formão.

União

Nos dois casos, a união das duas peças se faz após passada a cola nelas (cola vinílica). Entretanto, antes da união definitiva deve ser feito um teste. O encaixe das peças deve ser ligeiramente forçado para ficar firme.
Faça isso com a ajuda de um malho ou de um martelo. Caso o martelo seja usado, o que deve ser uma exceção, é necessário colocar uma peça de madeira ou um calço entre a ferramenta e as peças a serem unidas, para não estragá-las.


One Response

  1. Helio Sanches Jr. 14 de Abril de 2013

Adicionar Comentário