Como fazer mesa de jogos

Para as longas noites de inverno, esta mesa de jogo lhe permitirá reencontrar o prazer do jogo de damas. Ela constituirá também um móvel bastante decorativo que terá um lugar de destaque em seu salão.

Material

(as medidas estão em mm)
TAMPO 1 compensado de 0,1.000;
CÍRCULO INTERIOR 1 compensado de 0,500;
PÉS de 900×730;
Moldura;
Cortiça;
Barra roliça 0,35;
Cola de madeira;
Pregos;
Extrato de nogueira;
Verniz;

Ferramentas

Lápis, barbante, serra tico-tico, trena, esquadro, serrote, formão, malho, caixa de meia-esquadria, serrote de costas, martelo, lixadeira elétrica, ferro a vapor, pincel, gastalho, régua metálica, lixa de papel, lixadeira.

Mesa Simples e decorativa

A mesa se compõe essencialmente de três elementos de compensado: dois para os pés e um para o tampo. Sobre este último, propomos que se crie um tabuleiro feito de cortiça. É possível, a partir deste projeto, imaginar outros motivos de decoração.

Tampo da mesa

O tampo é um disco de compensado de 19 mm de espessura e 1 m de diâmetro. Para traçá-lo, utilize um compasso feito com um barbante, tendo numa de suas extremidades preso um prego e na outra um lápis. Com o auxílio de uma das mãos, o prego é posicionado no centro da folha de compensado e, com a outra, o lápis é movimentado fazendo o traço circular.

Corte do tampo

O mais simples é utilizar uma serra tico-tico; serre devagar seguindo corretamente o lado externo do traçado. Para maior segurança use uma guia de corte, feita com uma ripa de madeira que gira em torno de um ponto fixo no centro. Nesse caso, ponha a lâmina na extremidade da ripa que segue o traçado.
Pode-se fazer o corte à mão, com um serrote de ponta, mas é uma operação delicada que exige muita atenção.

Pés

Cada pé é um retângulo que tem um corte semicircular na parte superior. Este corte faz parte da estética do conjunto, mas lhe dá também estabilidade, mantendo uma peça circular de madeira fixa como calço em baixo do tampo.

Corte dos pés

Trace e corte antes (num compensado de 15 mm) dois retângulos de 90×73 cm. Fixe um contra o outro e trace um semi-círculo de 50 cm de diâmetro, tendo por centro a metade do lado de 90 cm. Corte em seguida com a serra tico-tico.

Forquilhamento

Os dois pés se encaixam um no outro graças a um longo entalhe feito na parte superior de um dos pés e na parte inferior do outro.
Trace uma faixa de 2 cm de largura, equidistante das extremidades da peça que funcionará como um dos pés. Hachure as partes que serão eliminadas e corte os lados do entalhe com o serrote.
A união dos pés se faz encaixando um pé sobre o outro.

Montagem

Um círculo, formado por dois semicírculos resultantes do corte dos pés, e colado na face inferior do tampo, permite o calçamento deste sobre os pés.

Folheado da cortiça

Neste projeto o tabuleiro central é constituído de pequenos quadrados de cortiça, bem como o resto do tampo, que também é recoberto com cortiça. Escolha a cortiça que apresente a frente clara e o verso escuro.

Trace seu lugar: é um quadrado central de 50 cm de lado. Usando a caixa de meia-esquadria e o serrote de costas, corte a meia-esquadria a ripa de 5 cm de largura. Coloque o quadro provisoriamente em sua posição com os pregos meio batidos.

Corte da cortiça

Corte a meia-esquadria quatro pedaços de cortiça correspondentes aos lados do quadro prolongando as diagonais do quadrado. Corte a cortiça com um estilete. Serão obtidos quatro arcos de círculo correspondentes às superfícies externas ao tabuleiro.

Colagem

Cole a cortiça e o quadro sobre o tampo com uma cola de madeira. Esse tipo de cola deve ser passado nas duas superfícies a serem unidas (espere 4 ou 5 minutos antes de uni-las).
Lembre-se que esta cola adere instantaneamente e não permite retificar a posição. O mais seguro é empregar calços.

Calços para uma colagem precisa

Passe a cola no tampo com uma espátula, com uma camada regular e leve. Passe a cola igualmente nas ripas que serão colocadas sobre dois calços de madeira ou tiras de cartolina.
Isto permite um ajuste preciso. Pressione as ripas e retire os calços; eles não aderem pois não levaram cola (a cola de madeira fixa a colagem das duas partes). Fixe em seguida os arcos de cortiça.
Para que a colagem fique sólida e regular, assente toda a superfície de cortiça batendo com um malho sobre um calço de madeira. Se necessário, tire as rebarbas com o estilete.

Tabuleiro

Corte uma centena de quadrados de cortiça de 5×5 cm. Como a cortiça utilizada é clara de um lado e escura do outro, você terá 50 casas brancas e 50 casas pretas. Cole os quadrados com a cola de madeira.

Colagem do tabuleiro

Coloque cuidadosamente no lugar os quadrados de cortiça para obter um tabuleiro bem regular (se necessário, faça antes um traçado preciso para posicionar corretamente cada um dos quadrados). Utilize duas pequenas faixas de cartolina para posicionar os quadrados. Assente em seguida, como foi feito antes.

Acabamento do tampo da mesa

Forre a borda da mesa com uma faixa de cortiça. Antes, lixe a borda utilizando sucessivamente lixa de grânulos médios e depois de grânulos finos. O resultado será melhor usando uma lixadeira manual.
Corte a faixa de cortiça com precisão e cole-a. Assente com um malho e um calço.

Envernizamento do tampo

Para que a cortiça mantenha seu efeito decorativo, passe nela um verniz incolor. Aplique o verniz com pincel. Duas ou três demãos podem ser dadas (a primeira bem fina), deixando secar bem a cada vez.

Acabamento dos pés

Trata-se agora de decorar os pés para que eles se harmonizem com o tampo. Comece lixando cuidadosamente todas as superfícies e as partes que correspondem à espessura do tampo.
Use uma lixadeira elétrica, tornando assim o trabalho menos cansativo.

Folheamento das bordas

O ideal para o acabamento das bordas é a termocolagem, isto é, colagem a quente com ferro a vapor. A fim de que o calor possa atingir a temperatura desejada, passe o ferro lentamente, sobretudo nas bordas curvas. Para a parte plana, encontram-se no comércio placas que serão fixadas com o ferro de passar roupa. Tire as rebarbas da faixa com o estilete e lixe as arestas.

Pintura dos pés

Há inúmeras possibilidades. Use o extrato de nogueira para aplicação com o pincel, em uma ou mais camadas, e envernize após a secagem. Mas pode-se também usar uma tinta ou um verniz colorido.
Em ambos os casos, teste a tinta em um retalho para verificar a intensidade da cor desejada.

Fazer as damas

As damas são cortadas de uma barra roliça de 35 mm de diâmetro. Tenha cuidado para que elas tenham a mesma espessura (mais ou menos 15 mm).
Cortá-las, usando uma caixa de meia-esquadria, fixa na bancada.
Para pintar as damas de preto e envernizá-las, fixe delicadamente um preguinho em cada uma delas, para poder trabalhar sem tocar nelas.

Patins

Para finalizar, coloque sob os pés patins de borracha, amortecedores e deslizantes, que dão estabilidade à mesa e evitam riscar o chão.

Notas:
O folheamento por termocolagem é feito somente com um ferro de passar roupa para as partes planas, ou com um ferro a vapor para as partes curvas, pois as faixas são impregnadas de uma cola que se funde a uma temperatura de mais ou menos 200°C. Regule o ferro na posição “lã” e trabalhe regularmente fazendo o ferro deslizar.


One Response

  1. Luiz Cafarate 13 de Março de 2012

Adicionar Comentário