Bolbos, Cormos e Tubérculos como se distinguem e se cultivam

Os bolbos, como os narcisos, as túlipas e as açucenas, são caules subterrâneos de folhas carnudas estreitamente imbricadas e protegidas por folhas exteriores escamosas e secas. 

Os cromos, como os crocos, as anémonas e os gladíolos, têm a forma de discos espessos, formados pelas bases intumescidas de caules. Diferem dos bolbos escamosos por serem constituídos por uma massa sólida de material rígido. Os cromos idosos murcham á medida que o alimento que contêm é utilizado pela planta em desenvolvimento. 

Os tubérculos, como as batatas, as begónias e as dálias, são caules subterrâneos ricos em matérias de reserva. Produzem brolhos que, por sua vez, dão origem a novas plantas. A escolha para plantação. Os bolbos e os cromos podem dar cor a um jardim durante todo o ano. 

Os crocos, narcisos e túlipas alegram o Inverno e a Primavera; os gladíolos e as açucenas, a Primavera e o Verão. No Outono e Inverno, florescem os cíclames, o cólquico e os robustos nerines. A maior parte dos bolbos com cromos mais populares devem ser plantados em Outubro Novembro, incluindo aqueles que se destinam a florescer dentro de casa. 

As plantas vistosas e de grandes flores, como as açucenas, precisam de espaço para sobressair. Disponha-as num solo bem drenado para evitar que apodreçam. Prepare os novos canteiros revolvendo a terra até à profundidade da pá e juntando-lhe turfa ou terriço e ateia. Se o solo for argiloso, junte-lhe bastante areia. 

Coloque os bolbos e os cromos segundo um padrão que lhe agrade em cima da terra. Com uma colher ele pedreiro ou um sachinho. Faça um buraco para cada um; no caso ele plantas altas, como as açucenas com os gladíolos, espete um pequeno furo para suporte ela futura planta. Deite um pouco de farinha de osso. Se plantar em tufos, abra covas suficientemente amplas para receberem quatro a seis bolbos espaçados de alguns centímetros. Duas semanas depois, quando a terra tiver assentado, coloque os bolbos e reponha aquela, misturando-lhe um pouco ele fertilizante. 

Os cormos dos gladíolos devem ser retirados ela terra antes da época das geadas e armazenados durante o Invenie) numa arrecadação ou estufa. Levante-os com cuidado com uma pequena forquilha e limpe-os da terra. Corte as raízes com uma tesoura e reduza o caule principal a cerca ele 3 cm. Guarde-os durante cerca ele 10 elias num local seco, não frio e arejado, Quando estiverem completamente secos, desfaça-se dos cormos velhos e engelhados e guarde os novos em tabuleiros num lugar abrigado ela geada.


One Response

  1. manuel antonio melo guerreiro 8 de Dezembro de 2010

Adicionar Comentário