DICAS PARA FAZER CURVA NO KART

Para quem sonha com o automobilismo, o kart é o veículo ideal para treinar. Apesar de ser pequeno, ele se assemelha muito aos mecanismos de uma fórmula, principalmente relacionados à frenagem e a aceleração. Com isso, ele acaba permitindo algumas regulagens e acertos.

Contudo, para ter um bom desempenho, é preciso que ele conheça muito bem a mecânica do carro e o sistema de regulagens, além de um bom preparo físico.

E pensando nas preocupações que cercam os corredores, elaboramos algumas dicas para fazer na curva de kart. Vejamos!


dicas para fazer curva no kartCOMO FAZER CURVAS?

A principal ação a se fazer para quem vai realizar uma curva de kart é realizá-la num traçado o mais reto possível. Ou seja, numa curva que tenha um ângulo de 90º o ideal é que ao realizar o contorno você o faça na tomada da curva, tangência e saída da curva.

É de extrema importância que o corredor saiba utilizar o freio e que seja feito antes de realizar a curva. Para isso, posicione o volante em linha reta, e jamais o meio dela, caso contrário, há uma grande chance de rodar na pista.

A freada deve ser realizada na tomada de curva, e a aceleração realizada logo após ela, e deve ser feita gradativamente até a saída da curva. Na saída a aceleração pode ser total, mas é importante considerar que caso não seja feito com segurança, o carro pode vir a rodar.

Após o kart se sentir seguro, o uso do freio e da aceleração pode ser utilizado ao mesmo tempo, o que faz com que a velocidade seja controlada e o kart saia da curva o quanto antes. Mas lembre-se: vale mais entrar devagar em uma curva e sair rápido do que entrar rápido demais nela e sair devagar.

 

CONCENTRAÇÃO NA CURVA

 A concentração tem que ser a máxima na curva e nada mais. Deixe o cronômetro ou a posição em que se encontra para pensar depois, o momento é de atenção redobrada e pensar sempre na próxima curva, o que diminui a probabilidade de algo dar errado.

Uma forma de não cometer os mesmos erros é sempre pensar na curva anterior e no ponto que foi dada a travagem e a maneira que foi realizada a trajetória.

É preciso olhar para a curva e planejar a melhor forma de realizá-la. E sempre pensar na próxima e evitar cometer os mesmos erros da anterior. Ou seja, é preciso que o traçado da próxima curva seja pensando em relação a curva anterior, de modo que a execução acabe no momento exato da próxima curva.

 

PRECAUÇÕES

Nunca olhe para trás, e se concentre ao máximo na corrida. Qualquer dispersão pode resultar em um desempenho negativo.

Mantenha as mãos firmes no volante a cada curva. Como no caso da curva, uma mão vai subir e a outra vai descer, lembre-se que sempre a mão que faz força sobre o volante deve ser a que empurra-o para cima, ao invés de levá-lo para baixo. Realizando esta postura, você estará transferindo o peso do corpo para a parte mais alta do volante, e por meio do efeito de alavancagem, estará transferindo um maior peso para o eixo da frente.

izado ao mesmo tempo, o que faz com que a velocidade seja controlada e o kart saia da curva o quanto antes. Mas lembre-se: vale mais entrar devagar em uma curva e sair rápido do que entrar rápido demais nela e sair devagar.

 


Adicionar Comentário