Cuidados a ter na escolha e criação de um cão!

A compra de um cão equivale a assumir um compromisso por um período que se pode prolongar por 15 ou mais anos, sendo por isso uma decisão que deverá ser bem ponderada.

Ao decidir que género de cão vai comprar — grande ou pequeno, de raça pura ou cruzado —. convirá ter em conta factores como o espaço disponível, os custos de manutenção e o local de residência.

Os cães que são filhos de pais de raças diferentes podem tornar-se animais de estimação muito apreciados. A vantagem de um cão de raça é que se sabe ao certo o aspecto e o tamanho que terá quando atingir a idade adulta, além de que também proporciona algumas garantias dos pontos de vista da descendência e saúde do animal. Um cão pode ainda ser escolhido em função dos objectivos que presidiram ao apuramento da raça ou das características da mesma.

Por exemplo, se quer um cão que se adapte bem à família, um cão com boas qualidades em geral, um labrador ou um spaniel, convêm-lhe mais do que um terrier ou um collie. Se vive numa zona onde precisa de um bom cão de guarda, é preferível optar por um pastor-alemão ou um serra da Estrela.

A compra do cão

Se comprar um cão adulto, não tem o trabalho de criar um cachorro; em contrapartida, pouco saberá a respeito do animal. Pode ser pouco saudável ou ter maus hábitos, impossíveis de detectar à primeira vista. Nesse caso, será preferível que o cão tenha pertencido a uma pessoa sua conhecida, e não a um estranho. Uma outra precaução consiste em ir ao veterinário que o tenha tratado e consultar a ficha, que conterá eventualmente dados sobre a vacinação ou quaisquer outros tratamentos ministrados ao cão.

Ao comprar um cachorro, procure um criador especializado na raça que escolheu, consultando os anúncios das revistas de canicultura ou o Clube Português de Canicultura.

Quando for ver uma ninhada de cachorros, escolha um animal de aspecto saudável, rechonchudo e vivo, de olhos e pêlo brilhantes, dentes brancos, gengivas firmes e rosadas e hálito fresco. Rejeite um cachorro apático e de aspecto pouco saudável.

Geralmente, o criador aconselha o comprador a ir buscar o cachorro quando este tiver completado 8 semanas de vida. O comprador recebe o pedigree do cachorro e outra documentação, que inclui pormenores sobre vacinas ou alimentação.

A alimentação para cães

O cão adulto deve continuar a ser alimentado uma vez por dia às mesmas horas. No caso de comprar um cachorro, o criador aconselhá–lo-á sofjre a alimentação a adoptar — provavelmente, deverá reduzir o número de refeições diárias de quatro para três à medida que o cachorro for crescendo. Quando completa 6 meses, um cão precisa apenas de duas refeições diárias, e no fim do primeiro ano de vida esse número deve ser reduzido para uma única refeição diária, constituída por alimentos para cães adultos.

Nunca dê guloseimas ao cão entre as refeições e mantenha sempre ao alcance do animal uma tigela com água limpa.


Adicionar Comentário