Como adotar um gatinho saudável

Os gatos são animais de estimação fantásticos. Se decidiu adotar um, então saiba que deve ter em conta alguns factores importantes antes de levar o seu gatinho para casa.

Um gatinho acaba por crescer e pode viver por mais de 15 anos, sendo por isso necessário que esteja preparado para assumir o compromisso de cuidar e tratar desde pequeno ser, durante muitos anos da sua vida. Por outro lado, é preciso certificar-se que o seu novo animal é saudável ou corre o risco de sofrer alguns dissabores a curto ou médio prazo.

Como potencial dono precisa ainda de estar preparado para a chegada do gatinho, por isso seguem-se algumas orientações básicas para o ajudar a adotar um gatinho saudável, indicado para si e para a sua família.

  •  Existem muitos gatinhos abandonados a precisar de um bom lar e que iriam ficar muito felizes se um dono responsável os adotasse. Por isso, o primeiro passo é procurar por gatinhos a precisar de casa em anúncios de jornais, organizações de ajuda de animais ou nos gatis locais e municipais. Certamente que irá encontrar um gatinho especial e com o qual crie empatia.
  • Certifique-se que o gatinho já tem idade suficiente para ser desmamado e sair de ao pé da mãe. Gatinhos adotados demasiado cedo têm maior tendência para roer e morder, uma vez que não foram corrigidos devidamente pela mãe quando novos. Também podem ser mais medrosos ou menos tolerantes com outros gatos, uma vez que socializaram pouco e não aprenderam a ter comportamentos adequados. O gatinho deve ter pelo menos 6 semanas para ser adotado. Deve conseguir alimentar-se sozinho, andar e fazer as necessidades sozinho e no local apropriado.

 

 

  • Ao escolher um gatinho tenha em conta alguns sinais que indiquem se está ou não saudável. Um gatinho saudável deve ter os olhos, nariz e orelhas limpas e sem qualquer corrimento ou mau odor. Se o gatinho tem olhos lacrimejantes ou corrimento no nariz, o mais provável é que se trate de uma infecção. A pelagem de um gato também pode revelar muito acerca do seu estado de saúde. Gatos com um pêlo sedoso e brilhante são por norma mais saudáveis. Se notar que o gatinho tem peladas e manchas no pêlo e pele, então pode ser sinal de algum problema de pele ou até interno. Um estômago inchado pode ser sinal de carência alimentar ou parasitas. O gatinho deve ser capaz de saltar e andar normalmente, mostrar-se sociável e alerta.
  • Escolha um gatinho cuja personalidade combine com a sua. Uma excelente forma de prever qual a personalidade que o seu gatinho vai ter é observar o comportamento da sua mãe e a forma como esta interage com humanos e outros animais, uma vez que é ela que irá ensinar os seus filhotes a comportar-se.

 

  • Um dono responsável deve também preparar a casa, de forma a que não existam perigos para o novo “inquilino”. Os gatinhos são muito curiosos e têm tendência para explorar cada canto da casa, até os menos improváveis, não sendo de estranhar que se coloquem em algumas situações caricatas. É por isso importante precaver possíveis acidentes. Aconselhamos que coloque barreiras para que o gatinho não consiga aceder a locais pouco acessíveis para si, como atrás de armários ou aparelhos electrónicos. Guarde qualquer objeto cortante e que possa causar dano físico ao gatinho, assim como medicamentos e produtos de limpeza, que devem ficar sempre em locais a que o gatinho não consiga ter acesso. Os gatinhos têm também especial interesse por fios e cabos eléctricos, pelo que aconselhamos que os proteja devidamente.
  • Por último, é fundamental que leve o seu gatinho a uma visita ao veterinário. Quando o adotar um gatinho questione se este já está vacinado e desparasitado. Caso ainda não esteja, fale com o veterinário sobre o assunto e este vai aconselhá-lo do período mais indicado para o fazer.

3 comentários

  1. Rodrigo Silva 7 de Agosto de 2014
  2. Fofuxos' 14 de Novembro de 2014
  3. Fofuxos' 14 de Novembro de 2014

Adicionar Comentário