Como poupar na alimentação

Quem gere um orçamento mensal, já sabe que uma grande fatia vai para as compras de supermercado, em especial no que respeita à alimentação. Não há volta a dar, pois os alimentos são necessários, mas poderá sempre encontrar formas de como poupar na alimentação.

Seguem-se algumas dicas.

Dicas de poupança

  • Comece por aproveitar tudo o que puder, ou seja, utilizar tudo aquilo pelo que pagou no supermercado. A título de exemplo, aproveite o óleo ou azeite das latas de atum para temperar a salada, aproveite a calda do feijão enlatado para adicionar ao arroz ou sopa que está a fazer com eles. Se for fazer um creme de bróculos, não deixe de parte os troncos.  Os ossos podem ser aproveitados para dar mais sabor e nutrientes, tanto a sopas como estufados. Acredite que saber como poupar dinheiro na alimentação também irá passar pela rentabilização máxima do que compra.
  • Em relação às datas de validade, apenas porque a data de um iogurte ou ovos foi do dia anterior, não implica necessariamente que não poderão ser consumidos, muito pelo contrário. Tente incorporar estes alimentos na refeição ou nas refeições do dia. Claro que deve sempre ter o bom senso antes de utilizar um alimento fora do prazo de validade. Nunca se esqueça de observar, provar e cheirá-lo antes da ingestão, a fim de comprovar que se encontra em boas condições ainda.
  • A velha teoria Legumes frescos VS congelados VS enlatados vem ao de cima mesmo para quem quer saber como poupar na alimentação. Isto porque, apesar de não haver igual a cozinhar e consumir legumes frescos, com os curtos prazos de validade de que gozam, são várias as vezes que acabam por ir para o lixo. Assim, a melhor forma de não deitar dinheiro fora com legumes é optar mesmo pelas suas versões congeladas / enlatadas, pois são de igual forma nutritivas, além de durarem mais tempo ou serem mais baratas. Em todo o caso, uma das melhores coisas que se pode fazer para poupar na alimentação é congelar, pois poderá guardar refeições que sobraram e congelar alimentos que tem em excesso para que não se estraguem.
  • Aproveite, ainda, para rentabilizar os restos, pois deitar fora alimentos é deitar fora dinheiro. Assim, aproveite a comida para o almoço do dia seguinte, utilize-os para fazer um prato algo diferente se não mesmo inovador.
  • As marcas brancas são, obviamente, mais baratas, mas há quem tenha muita resistência em as adquirir sem as conhecer. Aproveite para poupar dinheiro na alimentação e levar provas para casa. Surpreenda-se ao descobrir quantas são as vezes que os alimentos mais caros nem sempre são os melhores nem os mais saborosos.

De facto, basta ser criativo para se saber como poupar na alimentação.


Adicionar Comentário