Qualidade de vida na perspectiva psicológica

Na perspectiva psicológica, qualidade de vida depende totalmente da personalidade de cada um e tal como para as outras perspectivas, defini-la é uma tarefa complexa, dada a falta de unanimidade sobre o seu significado e à utilização de diferentes termos, que embora não definam qualidade de vida sob perspectiva psicológica, apontam, para essa direcção, como é o caso de felicidade e satisfação com a vida, estado de ânimo.

Na perspectiva psicológica qualidade de vida é auto-estima e respeito pelo seu semelhante, é saber ultrapassar as adversidades da vida mantendo o equilíbrio mental, é saber aproveitar os momentos de felicidade, é saber manter relações sociais, é ter boas expectativas em relação ao futuro, é ajudar o próximo, é ser fiel a si próprio, é gostar da vida, é ser ético.

Qualidade de vida encontra-se, assim, dependente do indivíduo e da sua interacção com os outros e com a sociedade. Neste sentido, para a OMS (1995, 4) a “qualidade de vida é a percepção que o indivíduo tem da sua posição na vida, no contexto da cultura e do sistema de valores nas quais ele vive e em relação aos seus objectivos, expectativas, padrões e preocupações.” Apesar desta definição englobar alguns critérios de avaliação de qualidade de vida a nível psicológico, relacionados com a percepção do indivíduo, (por exemplo: engloba a sua percepção em relação aos seus recursos financeiros; ou em relação à sua segurança; ou aos seus tempos livres…) não é suficientemente abrangente para englobar outros critérios relacionados com o verbo: ser; ter, ou estar (por exemplo: ser optimista; ter recursos financeiros suficientes; estar bem na sua profissão).

Os critérios para avaliar qualidade de vida a nível psicológico são, por exemplo, os relacionados com a imagem corporal, a actividade profissional, a capacidade para realizar actividades de vida diárias (AVD´s), a mobilidade, a capacidade para manter relações com os outros, a saúde e os aspectos que cada um considera contribuir para a sua felicidade.

Ponderando sobre a definição de qualidade de vida a nível psicológico, considera-se que esta é importante no contexto de reflexão bioética na medida em que, intervém com solicitude no que concerne à possível falta de respeito pela definição pessoal de qualidade de vida na perspectiva psicológica de cada indivíduo. Cada indivíduo tem a sua personalidade, a sua individualidade e a sua definição singular de qualidade de vida na perspectiva psicológica.


Adicionar Comentário