como evitar e dominar as derrapagens

A condução cautelosa reduz sempre o risco de derrapagem, a qual ocorre quando os pneus perdem aderência e começam a escorregar em vez de rolarem sobre o pavimento.

Derrapagem das rodas traseiras

Numa derrapagem deste tipo, a retaguarda do carro desliza lateralmente e o veículo pode rodopiar, fazendo o chamado pião. Isto acontece normalmente quando o automóvel entra numa curva ou muda de direcção com velocidade excessiva, sobretudo em piso molhado, mas também pode ocorrer se se fizer uma travagem brusca num pavimento irregular ou numa estrada de declive transversal acentuado. Quer o carro tenha tracção à frente ou atrás, levante o pé do acelerador ou do travão e não carregue no pedal da embraiagem. Rode o volante na direcção em que derrapa a traseira do carro. Não vire o volante demasiado para não originar uma segunda derrapagem na direcção oposta. Quando as quatro rodas estiverem de novo alinhadas, acelere com suavidade.

Derrapagem das rodas dianteiras

Numa derrapagem deste tipo, a dianteira do automóvel continua a direito, mesmo que o condutor tenha virado o volante para a direita ou a esquerda.

Este tipo de derrapagem acontece geralmente quando o condutor acelera com brusquidão numa curva. A forma de actuar depende do facto de o automóvel ter tracção atrás ou à frente.

No primeiro caso, levante o pé do acelerador e não trave nem accione o pedal de embraiagem. Endireite as rodas da frente e, quando estas voltarem a ter aderência, acelere com suavidade e conduza o carro no sentido pretendido.

No segundo caso, levante ligeiramente o pé do acelerador. Se desacelerar com demasiada rapidez, também as rodas traseiras poderão derrapar.

Não toque nos pedais do travão e embraiagem nem endireite o volante. Mantenha as rodas viradas, mas não rode o volante com brusquidão ou excessivamente. Quando o carro regressar à direcção pretendida, endireite as rodas e acelere com suavidade.

Derrapagem das quatro rodas

Num caso destes, que normalmente acontece numa travagem brusca, as rodas ficam bloqueadas e o carro continua a deslizar sem que, aparentemente, perca velocidade.

Alivie o pedal do travão até as rodas recomeçarem a rolar e não accione o pedal da embraiagem. Uma vez recuperado o domínio da direcção, endireite as rodas. Carregue de novo no pedal do travão com um movimento de bombagem o mais suave possível para evitar que as rodas voltem a ficar bloqueadas.


One Response

  1. Manaia Carlos Valada 10 de Setembro de 2013

Adicionar Comentário